quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Câmara Municipal de Sete Quedas Convoca a população para assinatura de abaixo assinado contra a operadora VIVO


A Câmara municipal de Sete Quedas, Estado de Mato Grosso do Sul, por seu Presidente SR. Paulo César Barbizan, vem respeitosamente à presença da população Setequedense, REQUERER comunhão de esforços, no sentido de que aqueles usuários de telefone móvel de da operadora VIVO, descontentes pelos serviços prestados por esta compareça a esta casa de leis até o dia 10 de Setembro para assinatura do “abaixo assinado”.
Foto:Reprodução
As assinaturas serão juntadas e entregues ao Ministério Público Estadual Em Sete Quedas (MS), para que tome as medidas cabíveis no sentido de forçar a empresa VIVO a prestar um serviço de qualidade, sob pena de sanções.

As ligações realizadas via operadora VIVO tem sofrido inúmeras quedas, o que gera transtornos e prejuízos a população Setequedense. A cidade já chegou a ficar vários dias sem sequer conseguirem realizar uma ligação utilizando a operadora. 

Outro ponto de reclamação contra a operadora é ao uso de dados, a empresa comercializa um pacote que custa R$ 6,90 por semana chamado Vivo Tudo. Voz + Internet + SMS, a empresa ainda cita em sua propaganda "com a melhor qualidade e cobertura". O que para a cidade de Sete Quedas tem caracterizado propaganda falsa e enganosa, visto que a população não tem conseguido utilizar os serviços contratados e oferecidos pela operadora VIVO.

 Fonte:SeteQuedasAgora com informações Assessoria Câmara de Vereadores de Sete Quedas


Vereadores reduzem os próprios salários de R$ 4 mil para R$ 980 em Guia Lopes da Laguna

Seis dos nove dos vereadores de Guia Lopes da Laguna, aprovaram, nesta terça-feira (1), projeto de lei que reduz os salários de prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários. A proposta vai para sanção do prefeito Jácomo Dagostin (PMDB). O objetivo da medida é moralizar a política local e economizar recursos para o município.
(Foto: João Carlos Velasquez)

Segundo um dos autores do projeto, vereador Ademir Souza Almeida, o Biu, do DEM, há 99% de chance da lei entrar em vigor. “Se o prefeito vetar, nós derrubaremos o veto”, desafiou o parlamentar. Ele ressalta que a ideia é acabar com o ofício do “político de profissão”, que visa somente ganhar dinheiro e não trabalhar pela cidade.
O salário do prefeito cai de R$ 16 mil para R$ 5.000. O de vice-prefeito reduzirá de R$ 8 mil para R$ 980. Dos vereadores cairá de R$ 4 mil para R$ 980 e os secretários receberão R$ 3 mil em vez dos atuais R$ 6 mil.
O vereador democrata da cidade que possui cerca de 11 mil habitantes, afirma que a redução dos salários de políticos ocorridos nas cidades paranaenses de Jacarezinho e São Mateus do Sul influenciaram a proposição dos parlamentares. Ele observa que “lá foi com a pressão popular, aqui foi uma proposta nossa de campanha”.
Os autores da proposta são os vereadores Sérgio Fragoso (PP), Biu (DEM), Cleonete (DEM), Marlon (DEM), Rodrigo Arruda (PMDB) e Gilberto (PT). A lei deve entrar em vigor a partir de 2017. 
Fonte: CGNEWS

Ação conjunta prende acusado de vários crimes em Paranhos e Sete Quedas

Uma ação conjunta envolvendo policiais civis e militares de Paranhos e Sete Quedas desencadeada com o objetivo de combater furtos e roubos de motos nas duas cidades que fazem fronteira seca com o Paraguai, resultou na prisão de um rapaz de 19 anos, procurado pela Justiça.
Foto: Divulgação/PC
A prisão aconteceu nessa terça-feira, 1 de setembro, na linha internacional que separa Brasil e Paraguai, na região da Vila Sulina, entre os dois municípios.
Segundo a Polícia Civil, Wellington Ertes Augusto, que estava com mandado de prisão em aberto, já teve diversas passagens pela polícia, inclusive quando ainda era menor, por crimes como tráfico de drogas, assalto a mão armada, estupro de vulnerável e lesão corporal dolosa entre outros.
De acordo com a Polícia Civil de Paranhos atualmente Ertes responde a pelo menos três inquéritos policiais onde é acusado de prática de roubo.
A Delegacia de Polícia Civil de Paranhos disponibiliza à população em geral, o fone (67) 3480-1300 para a denúncia de prática de crimes ou atitudes consideradas suspeitas.
No caso de Wellington Ertes, a polícia local também solicita o apoio de vítimas ou testemunhas de ações criminosas praticadas pelo acusado para que procurem a Delegacia de Paranhos.
De acordo com a PC todas as pessoas que fizerem denúncias, bem como trouxerem informações em relação a atos criminosos supostamente praticados pelo preso em questão, terão as identidades mantidas em sigilo total sigilo.
Fonte: A Gazeta News 

Hackers invadem e bloqueiam sistema da Prefeitura em Japorã

O servidor que gerencia os sistemas de Recursos Humanos, Tributação e Contabilidade Pública da Prefeitura Municipal de Japorã – MS, localizado no extremo sul do Estado a 470 km da capital Campo Grande, foi invadido por hackers na última segunda-feira.
De acordo com o secretário de Administração e Planejamento de Japorã, Walter J Silva, o problema foi percebido logo pela manhã quando os servidores chegaram para o trabalho. A invasão ocorre cerca de 5 meses após ataque semelhante ocorrido em abril.
Foto:Divulgação
Segundo o secretário este tipo de ação ocorreu e o município recebeu mensagem em inglês no qual os hackers solicitaram resgate no valor de 2 mil para liberarem o acesso aos sistemas, em especial o bando de dados. “O banco de dados é o coração da Prefeitura. Lá está toda a vida funcional da prefeitura como recursos humanos, empenhos, liquidação, contabilidade completa”, disse Walter.
Por uma mensagem em inglês, o grupo pediu uma espécie de "resgate" 3 mil dólares americanos, cerca de 11 mil reais. A ironia é tanta, a sessão de impunidade os deixa tranqüilos, que os mesmos informam que não há negociação de valores.
Os serviços administrativos nas áreas de RH e Contabilidade estão suspensas em virtude de não haver como acessar o servidor e o bando de dados. “Não tivemos problemas com a folha do pagamento vistas que na sexta-feira havíamos feito a folha e enviado ao banco pagador que depositou a folha na última segunda-feira”, informou o secretário.
A prefeitura de Japorã contatou ainda ontem a Delegacia da Policia Federal em Naviraí, mas em virtude de competência a mesma não pode atender a requisição do município, mas auxiliou a SEAPLANDE a encaminhar o problema a Policia Civil de
Mundo Novo, que por meio do Delegado Dr. Mathias, estiveram hoje por toda manhã, na Prefeitura analisando a invasão.
Por determinação do prefeito Vanderley Bispo que acompanha de perto a situação, a SEAPLANDE convocou um especialista na área que foi contratado para resolver o problema. De acordo com Walter Silva a situação ainda não foi solucionada, mas aguarda uma resposta nesta quarta-feira uma resposta dos avanços da tentativa de quebrar a senha de acesso aos sistemas.
Informações apontam que a prefeitura de Pratânia no Estado de São Paulo, onde os serviços administrativos da Prefeitura estão suspensos depois que um grupo de hackers invadiu o sistema interno do município no último domingo (30). Ambos os casos são do mesmo tipo de invasão e pedem o mesmo tipo de resgate.
Fonte: Assessoria Prefeitura 

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Mulher recebe ligações de número desconhecido com ameaças de morte em Sete Quedas

Uma mulher de 41 anos, moradora de Sete Quedas, procurou a Polícia Civil para relatar caso de ameaça. Ela teria recebido ligações com ameaças de morte.
De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima recebeu ligações de um número desconhecido e a pessoa dizia que cortaria o pescoço dela com uma faca. Em uma das conversas, o suspeito ainda ameaçou ir até a casa da vítima para matá-la e toda a família.
Em certo momento, o marido da vítima atendeu o celular e foi ofendido, chamado de “corno, chifrudo e vagabundo”, conforme relato da mulher. O caso foi registrado como ameaça pela Polícia Civil e segue em investigação. 
O caso ocorreu no ultimo dia 18 de Agosto, mas só veio a ser noticiado agora.

Fonte: SeteQuedasAgora - Com informações MidiaMax

POPULAÇÃO DE SETE QUEDAS ENCOLHEU EM 2015, ESTIMA IBGE

Das 79 cidades de Mato Grosso do Sul, 13, o equivalente a 16,45% do total, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), registraram redução populacional em 2015 frente a 2014. A tabela com a população estimada para cada município sul-mato-grossense e também dos outros 5.491 do país foi publicada pela instituição na edição da ultima sexta-feira (28), do Diário Oficial da União (DOU).
Cidade de Sete Quedas - (Fotos: A Gazetanews)

Segundo o IBGE, as 13 cidades do estado em que a população “encolheu” foram: Bodoquena (de 7.938 para 7.898), Brasilândia (de 11.923 para 11.903), Camapuã (de 13.751 para 13.731), Fátima do Sul (de 19.240 para 19.220), Glória de Dourados (de 10.008 para 9.992), Guia Lopes da Laguna (de 10.211 para 10.136), Inocência (de 7.687 para 7.664), Jateí (de 4.044 para 4.038), Nioaque (14.305 para 14.233), Novo Horizonte do Sul (de 4.442 para 4.306), Pedro Gomes (de 7.850 para 7.794), Rio Negro (de 4.949 para 4.910) e Sete Quedas (de 10.854 para 10.832).

Em uma cidade, a estimativa para 2014 é a mesma para 2015, Taquarussu, onde o IBGE projeta que a população do município permaneceu em 3.570 habitantes. Nos outros 65 municípios sul-mato-grossense o instituto aponta que o número de moradores aumentou.

De acordo com o IBGE, a cidade que registrou percentualmente o maior aumento de população neste ano frente o anterior foi Sidrolândia, 3,30%, passando de 49.712 para 51.355 habitantes. Esse incremento fez com que o município passasse da oitava para a sétima posição no ranking populacional de Mato Grosso do Sul, ultrapassando Nova Andradina.

A lista dos oito municípios mais populosos do estado, segundo a estimativa de 2015 do instituto é a seguinte: Campo Grande (853.622), Dourados (212.870), Três Lagoas (113.619), Corumbá (108.656), Ponta Porã (86.717), Naviraí (51.535), Sidrolândia (51.355) e Nova Andradina (50.893).

Se percentualmente o maior crescimento populacional do estado foi contabilizado por Sidrolândia, numericamente, esse título simbólico é da Capital do estado. Em 2014, o instituto estimou que a cidade possuía 843.120 habitantes. Em 2015 ganhou mais 10.502 habitantes.

Em contrapartida, o menor crescimento populacional tanto percentual quanto numérico registrado na comparação dos dois anos em Mato Grosso do Sul foi de Vicentina. A cidade no ano passado tinha, de acordo com a projeção, 6.020 moradores e neste ano ganhou sete habitantes, atingindo os 6.027, o que representou um crescimento de apenas 0,11%.

No estado, o IBGE estima que a população passou dos 2.619.657 habitantes em 2014 para 2.651.235 habitantes este ano, o que indica um incremento de 1,20%.

G1 MS

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Tarifa de água e esgoto tem reajuste de 21,76% em Sete Quedas e mais 59 cidades do Estado

O consumidor atendido pela Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) pagará mais caro pelo serviço de tratamento de água e esgoto. O reajuste de 21,76% começa a valer a partir do dia 1º de outubro deste ano. A autorização do índice de revisão tarifária Extraordinária (IRTE) foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (31) e deve atingir mais de 60 cidades. 
Água suja que sai das torneiras em Sete Quedas - Foto WhatsApp
Conforme a publicação, o reajuste está relacionado a "recomposição das despesas com o aumento dos custos de energia elétrica" e também a "Tarifa Adicional para geração de recursos para investimentos". O prazo para captação da verba se estende até 31 de dezembro de 2018. Esses investimentos feitos pela concessionária deverão ser apresentados mensalmente à Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul.  
Confira os municípios afetados pela decisão: Alcinópolis, Antônio João, Aquidauana, Caracol, Chapadão do Sul, Deodápolis, Eldorado, Ivinhema, Miranda, Mundo Novo, Nova Andradina, Paranhos, Porto Murtinho,Ribas do Rio Pardo, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Inocência, Jardim, Jateí, Laguna Carapã, Maracaju, Pedro Gomes, Ponta Porã, Rio Brilhante, Rio Verde de Mato Grosso, Anaurilândia, Aparecida do Taboado, Corumbá, Dois Irmãos do Buriti,Douradina,Figueirão, Iguatemi, Itaquiraí, Sete Quedas, Sonora,Taquarussu,Vicentina,Amambai,Anastácio,Angélica,Batayporã,Bodoquena,Camapuã, Guia Lopes da Laguna,Itaporã, Nioaque, Paranaíba, Rio Negro,Sidrolândia, Terenos, Bataguassu, Selvíria, Três Lagoas, Bonito, Caarapó, Naviraí, Dourados, Juti, Água Clara, Brasilândia, Santa Rita do Pardo, Fátima do Sul e Tacuru.  
Fonte: Correio do Estado

sábado, 29 de agosto de 2015

Setequedense é preso com 817 quilos de maconha após fugir de bloqueio da PRE e bater carro em árvore.

A Polícia Militar Rodoviária,  da Base de Amandina, apreendeu 817 quilos de maconha, durante bloqueio na rodovia MS-276, km 144,  entre as cidades de Ivinhema e o Distrito de Amandina. 
Divulgação/PRE


Os policias deram ordem de parada ao condutor do veículo I/Citroen C4, com placas de Piracicaba SP, que desobedeceu a ordem e se deslocou em alta velocidade sentido a uma estrada vicinal. Os policiais fizeram o acompanhamento até que o condutor perdeu o controle da direção do veículo e bateu em uma árvore.


Após vistoria no veículo foram encontrados diversos tabletes de maconha que ficaram espalhados pelo chão. O condutor Josué Vitor Pereira da Silva, de 18 anos, morador de Sete Quedas (MS) não é habilitado, ele foi preso e conduzido a Delegacia de Policia Civil de Ivinhema, onde foi autuado por tráfico de drogas.

Foto: Jornal da Nova
Segundo a assessoria da PRE, o autor informou aos policiais que pegou o veículo com a droga na cidade de Caarapó e pretendia levar até um posto de combustível no Distrito de Casa Verde, em Nova Andradina.
Divulgação/PRE


Antes da prisão o rapaz bateu na traseira de uma bicicleta conduzida por uma criança de 10 anos, durante a fuga. A criança foi socorrida e levada ao Hospital de Ivinhema com algumas escoriações pelo corpo.

Fonte:SeteQuedasAgora - Assessoria PRE

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Prefeito Casé participou da inauguração do sistema de esgotamento sanitário da Sanesul em Paranhos

O governador Reinaldo Azambuja e o diretor-presidente da Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul), Luiz Rocha, inauguraram na última segunda-feira (24) o sistema de esgotamento sanitário de Paranhos, que contempla estação de tratamento com capacidade para tratar 10 litros de efluentes por segundo. Ao custo total de R$ 3,8 milhões, recursos provenientes do Governo Federal, por meio da Fundação Nacional de Saúde e da Sanesul, o sistema vai beneficiar 70% da população do município.
Fonte:Divulgação
Durante o evento, Reinaldo Azambuja destacou que é meta do Governo do Estado universalizar o tratamento de esgoto, e para isso está realizando estudos e verificando a possibilidade de efetuar parcerias público-privadas para atingir este objetivo.

O presidente da Sanesul também lembrou que, graças ao trabalho de conscientização da população, realizado pela equipe de educação ambiental da empresa, a população interligou suas residências à rede, abandonando o uso das fossas. 

A equipe explicou para as famílias de Paranhos os benefícios do tratamento de esgoto para a saúde e a importância de fazer a ligação de esgoto em suas residências corretamente, para evitar entupimentos na rede. 

Participaram da inauguração o secretário de Fazenda, Márcio Monteiro, os deputados estaduais Lidio Lopes, Mara Caseiro, Rinaldo, o diretor de administração e finanças, André Soukef, o gerente regional de Ponta Porã, Márcio Antônio da Cruz, o supervisor da Sanesul de Paranhos, Miguel Fernandes Moraga, prefeito de Paranhos, Júlio Cesar de Souza, o prefeito de Sete Quedas, José Gomes Goulart e o prefeito de Tacuru Paulo Pedro Rodrigues.


Sistema de esgotamento sanitário de Paranhos

O sistema compreende uma estação de tratamento de esgotos, com capacidade para tratar 10 litros de efluentes por segundo,  29.440 metros de rede coletora de esgoto, 1.227 ligações domiciliares, uma estação elevatória, 959 metros de linha de recalque, 795,5 metros de coletor tronco além do trabalho social realizado pela equipe de educação ambiental. O custo total da obra foi de R$ 3.881.800,13, sendo R$ 3,4 milhões recursos da Funasa e R$ 481,8 mil recursos da Sanesul.

Fonte: Capital News

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

O PREFEITO CASÉ ENTREGA OFÍCIO AO GOVERNADOR REINALDO AZAMBUJA SOLICITANDO O TERMINO DA PONTE SOBRE O RIO VERMELHO

O PREFEITO CASE ENTREGOU OFICIO AO GOVERNADOR REINALDO AZAMBUJA, SOLICITANDO O TERMINO DA PONTE DO RIO VERMELHO NA DIVISA ENTRE SETE QUEDAS E PARANHOS. ESSA OBRA INICIOU EM FEVEREIRO DESTE ANO 2015 E ATÉ O MOMENTO AINDA NÃO ESTÁ CONCLUÍDA.
Foto:Reprodução
A DEPUTADA MARA CASEIRO E O DEPUTADO LÍDIO LOPES E O DEPUTADO PROF RINALDO TAMBÉM ASSINARÃO O OFICIO.
Foto:Reprodução
No local havia uma ponte de madeira muito antiga já bastante deteriorada e devido ao grande fluxo a atual administração já havia construído uma ponte no local em agosto de 2013.

Porém o prefeito de Paranhos Júlio Cesar de Souza (PDT) juntamente com o prefeito de Sete Quedas José Gomes Goulart (PMDB), o Casé, continuaram trabalhando com o intuito de conseguir uma ponte de concreto para beneficiar principalmente os produtores da região, são dezenas de produtores que utiliza a mesma para o escoamento de suas produções e o recebimento de implementos, rações, sais, mercadorias, etc.

Os produtores São unânimes em afirmar que a obra é de extrema importância na região, pois é um acesso estratégico, encurta distância e fica a poucos quilômetros da rodovia asfaltada.

Com esse novo pedido, espera-se a liberação para a conclusão da obra. O prefeito de Sete Quedas disse na época do inicio das obras a importância da obra para a região 

“A obra é de extrema importância para os produtores dos dois municípios, pois há um grande fluxo de caminhões e maquinários agrícola ora escoando as safras, ora fazendo manutenções nas lavouras e pecuária existentes naquela região. Parabéns aos produtores pela conquista e nossos agradecimentos ao governo federal e ao governador estadual anterior que não mediu esforços em atender mais essa reivindicação.” Destacou o prefeito Casé.

Fonte: SeteQuedasAgora com informações assossoria. 
Postagens mais antigas → Página inicial